domingo, 2 de dezembro de 2012

Eu E O Sabiá


Hoje vi um sabiá,
eu aqui, o vidro e ele lá...
Obstinado em querer atravessar,
e seu reflexo sempre a lhe bicar...

Não compreendi seu mal estar,
indignado por não poder entrar?
Às vezes tornava a se enganar,
e eu ali de pé a fitar...

Pela noite não o vi,
procurei por ali, no mesmo lugar...
Porém sem sol, reflexo de mim,
pela luz por detrás a iluminar...

Noutra manhã retornou, porém o vidro,
outra vez querendo em meu lugar estar...
Queria ter eu suas dores de bico,
para que indignado no ar, pudesse ficar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário