sexta-feira, 9 de março de 2012

Fugas...


O pífio anseio de querer as memórias camuflar,
relembra que o seu iceberg, só vejo a ponta...
Que por mais reflexões que eu possa realizar,
você já consegiu fugir da própria sombra?

quarta-feira, 7 de março de 2012

Pré



O contrário de mim mesmo,
não pode ser outra pessoa...
Mesmo que o português esteja in...correto,
confio no pau da minha canoa...

Que esse pensamento seja pre...coce,
coce...deve coçar, no mínimo in...comodar,
O cômodo lugar que re...pouso,
só os pensamentos menos elementares podem pousar...

E que você ignore seus pre...conceitos,
conceitos tolos, sem nenhuma sus...tentação,
é no mínimo tentador não ter nada na mente,
mente mesmo...a verdade só é o...culta...

Porque a cultura atra...palha,
Fogo de palha mesmo, não so...corre,
aliás, só corre, pra lugar nenh...um,
pra quem acha um porre, um, já é um lugar...

segunda-feira, 5 de março de 2012

Meu Porto


Nesse estado em que me encontro,
no sofá, deitado e torto,
miro o reflexo fosco...

É o espelho que me vejo morto,
da prole que finda o aborto,
de meu anseio defeituoso...

Mas é essa a busca de que falo,
enquanto eu penso no meu regalo,
me segue a voz, à cavalo,
num filosofar de um mero louco...

Agora, findo aqui minha escusa,
exigindo, de um protesto, pouco,
zombando a face de minha musa,
distante do meu seguro porto...

sábado, 3 de março de 2012

Só O Que Faltava...



Lamento o que venero,
por simples desespero...
Não podendo utilizar,
retorno a fitar...

Apenas um pormenor,
já visto e lembrado...
Nuances de um mero escritor,
que dela se quedou segregado...

O não fazer nada,
não justifica a quietude...
O corpo em que dois esses se encontra,
necessita de sua solicitude...

As cinco percepções aguardam em alerta,
esmeram que sua sexta não fique calada...
Você pode nomeá-la de forma incerta,
mas não pereça, sabendo que é só isso o que faltava...

quinta-feira, 1 de março de 2012

Por quê erramos?



Erramos para dar a chance aos outros
revelando que ainda somos humanos...
Tais interpéries corroboram a idéia de,
sermos felizes em um diferente cotidiano...