sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Arde


Um nó na garganta que aperta de forma tão eficaz e que não deixa espaço algum para qualquer outra sensação...
Bem dado...bem feito...bem feito também...
Uma sensação tão desprazerosa quanto arrancar um dente...sabemos que vai doer...mas precisamos passar por isso...
De que outra forma posso deixar minha aparência mais bela perante aos outros?
A idéia sempre foi essa...nem que eu fure minhas bochechas com meus indicadores esticando até orelha...a idéia é essa...
Equilibrar um livro sobre a cabeça não pode ser exclusividade das modelos...de que forma poderei eu manter o rosto levantado...
E um animal de estimação que puxa meu cobertor logo pela amanhã... tem grande estima para mim...mais do que muita gente...ele sabe que eu não posso ficar na cama, no quarto...ou seja...não posso...
Também não posso me dar ao luxo de ler livros no momento...não agora...aquelas palavras completando frases de efeito querendo de alguma maneira, me ensinar como viver...não me servem...
Não gosto de frases de efeito...
...ainda mais quando se mostram verdadeiras...

Nenhum comentário:

Postar um comentário