sábado, 23 de julho de 2011

Não Mexa, Não Toque Nessa Minha Alegria


O meu prazer está em seu caminho,
reside nas mais belas frutas do inverno...
Se sorve com os mais belos aromas de um vinho,
É isso que busco...fugir do inferno...

Com diálogos e muitas discussões,
Esmero parcimoniosa por algo que enobreça...
Procuro nas angústias e aflições,
Aquilo que satisfaça, que aqueça...

Na mistura de sons de minha vida,
não existe maior prêmio que o abraço...
Com minhas cores de forma desinibida,
Você que faz papel de palhaço?

Nos equívocos de limpar tal alegria,
esqueço-me dos valores que fazem o que sou...
Nenhum chapéu tem a malícia,
de manter o fogo que quase apagou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário