terça-feira, 29 de março de 2011

Meus Pais...


Não acredito nos meus pais...não mesmo...
E por que devia!?...desde cedo só agem de forma dissimulada maquiando minha vida...
Não acredito neles...
Regalos de fim de ano, os doces de Abril e as baixas notas monetárias embaixo de meu travesseiro à queda de meus dentes, perderam sentido logo quando pus fé no homem do saco, no monstro do armário e no dito que, mexer com fogo remetia à uma cama molhada durante meu sono...
Eu não acredito nos meus pais...
Essas inúmeras falsidades permearam todo o meu viver...hoje já consigo filtrar algumas lorotas que já me ludibriaram por tempos...
Contudo, hoje, sou constantemente atingido por mentiras de amor, ilusões democráticas, desconfianças afetivas, falsidades sociais...tudo isso pela falta de credulidade que tenho nos meus pais...
...penso que meu ceticismo deve ceder espaço para os contos de de meus progenitores...
...suas mentiras, até hoje, só me favoreceram...assim espero...
...mesmo com os dedos cruzados atrás de suas costas...

Um comentário:

  1. Ana Luiza (amiga da Andri)29 de março de 2011 14:05

    Parabéns Felipe!! Cada dia que passa acredito mais em suas palavras, voce realmente escreve muito bem. Meu desejo no momento seria que todos os blogueiros do mundo tivessem a decência que voce tem. Parabéns!!

    ResponderExcluir