quinta-feira, 3 de março de 2011

Falsidade Bem Vinda


A indisposição que atinge a todos deve ter uma boa explicação...
Sério!
Não escuto mais aqueles falsos "Tudo Bem!" quando questiono se de fato está...
O discurso está um pouco diferente ultimamente, tais como: Apesar do pesares...Indo, só indo...Trabalhando feito um burro no pasto...e por aí vai...
A aparência das pessoas também vem mudando aos poucos...mesmo com a estafa estampada em suas faces, ainda assim se propõem em usufruir seus últimos esforços em atividades que só irão projetar inúmeros percalços no dia seguinte...longe de mim querer ditar o rumo das pessoas...
Mas, logo logo, vou estar conversando com zumbis...
O que me vem a mente é que estamos sempre percorrendo um mesmo percurso com numa queda d'água de Escher...sem fim...não conseguimos nos libertar das mesmas idéias...
E de alguma forma isso nos destrói aos poucos, fazendo perder toda a energia vital que nos é necessária...como se algum personagem em um romance de Bram Stoker nos sugasse a vida de forma clássica...
...para mim, as aparências não enganam faz tempo...
...saudades dos falsos "Tudo Bem!"...

Um comentário: