sábado, 4 de dezembro de 2010

Pluviômetro



Aqui já demonstrei meu apreço pela lua...também a minha indignação aos dias gélidos...porém há algo que está me tirando a expectativa de entusiasmo há vários dias...a chuva...
Pois bem...não vejo um mal maior nisso contudo, ela, carrega algo de pesado...
Com os dias árduos vivido ao longo do ano, o ser humano (brasileiro) enxerga os dias bons sempre ao fim de cada ano...como se o natal e o reveillon fossem marcos históricos na linha do tempo de nossas grandes conquistas em vida...
Com eles, vêm o verão...quer dizer...até então só chuva...
Olhamos para aquele céu em vários tons de cinza e azul, em forma de cobertores que sempre em alguma hora inesperada nos cobre, sufocando todos nossos anseios em busca do contato humano...
Cada gota de chuva que percorre de cima a baixo de nossas janelas nos recorda cada lágrima violentamente projetada de nossos olhos...geralmente o impacto da gota na janela deve ter a mesma intensidade da lágrima que escorres por nossas faces...
Ao passo que vejo a chuva como uma onda sem direção que tem o intuito de nos preparar para dias melhores...
...aquela maré de boa sorte...

Um comentário:

  1. Isso depende muito de como está o seu eu interior...se você está bem, não interessa se o dia está nublado em clima Londrino ou se está um calor de 40°.
    Se você está feliz...até nos dias chuvosos você irá brilhar!

    Abraços da sua amiga

    Chris

    ResponderExcluir