terça-feira, 16 de novembro de 2010

Sentidos


Nesses dias que passaram me peguei por observar as coisas sob um aspecto diferente...
Comecei a reparar mais nas cores, identificar mais os sons, sentir mais os gostos...nada muito sinestésico, mas gostaria de ter nascido com tal associação...
Me dei o luxo de ao menos prestar atenção no que estava comendo em uma refeição...geralmente atribuída ao mais rápido, um tempo ilusóriamente otimizado...ignorância minha...
Os barulhos do meu dia-a-dia tentei ao máximo separá-los mentalmente, como um bom programa de edições de áudio...pude perceber muitas nuances que nem em um recado dito na minha frente em voz alta poderia ter a sensibilidade de assimilá-lo...
As cores, por vezes, tive que me desvincilhar de meus óculos escuros, para que mesmo com dificuldade em relação à luminosidade pudesse vê-las como elas realmente são...e não como dizem...
Os meus outros sentidos ainda tenho de aperfeiçoá-los, queria todos os dias poder repetir que sei mais sobre mãos, bocas e perfumes parafraseando Leoni...
Não sei se vou perdurar nesse intuito um tanto quanto utópico, para mim, mas se eu não puder reconhecer o Dó Ré Mi dos dias, não vou obter a trilha sonora necessária para que eu continue observando o mundo sobre outras perspectivas senão, o simples emaranhado de cores que me cerca poderá se fundir tornando tudo em branco a folha que uso como rascunho da minha vida...

Um comentário: