domingo, 3 de outubro de 2010

Partido do Fanático por Futebol do Senhor


Desde que me entendo por gente e comecei a refletir sobre as coisas no mundo, existiu três assuntos no mundo que sempre tive fascínio por obter informações e uma imensa aversão com a proximidade delas...sim aquelas mesmas que não se discute...bom...
Nessa semana que passou construiu-se uma fortaleza dentro de mim em relação à esses assuntos...mas com muros tão frágeis que não tive como não ser atingido...e criar mais repúdio em relação às mesmas...
Vamos lá...
1º Onde está o meu direito de andar livremente ou ter uma simples conversa sadia sobre um esporte que por mais que seja uma paixão nacional?...Poxa vida...eu fico analizando de fora, sim porque ainda me resta sanidade para não entrar de cabeça nisso, como as pessoas criam uma identificação tão forte com alguma insígnia que provavelmente "não dá a mínima" para a identidade de cada torcedor...não desenvolve nada em prol da comunidade...lógico que a política do pão e circo está aí e também desfruto dela, mas pessoas que levam seus problemas para "anfiteatros" pensando que estão em Coliseus, me dão medo ...não mesmo...comigo não...
2º Onde está o meu direito de dormir aos domingos em silêncio? Ou de não ter que escutar sinos e sons ecumênicos todo os dias aos mesmos horários... Aonde estão os órgãos tão competentes que todas as noites ou inclusive durante o dia, regularizam os decibéis de cada estabelecimento...Gostaria de ser algum militar ao comando de George W. Bush com missão...Eliminar SINOS e CAIXAS DE SONS...com algum daqueles mísseis teleguiados...isso sim seria um Amém...
3º Aonde está o meu direito de não ser amaldiçoado com palavras ríspidas por eu não concordar em receber um adesivo ou querer escutar as propostas de algum candidato? Aonde está o meu direito de Eu mesmo colocar as sujeiras que encontro no chão ou em cima das gramas, não importando a pessoa que se encontra em tal propaganda, sem ser ameaçado...
Vivendo em uma nação que prezo muito, parece que por momentos que acontecem todos anos, meus direitos são revogados por pessoas ricas, com contribuições duvidosas e amparadas por lei que apenas me permitem ouvir promessas, pagando um dízimo e torcendo fervorasamente com a esperança de que meu tive ganhe no final...

Um comentário:

  1. ... é, viver em uma sociedade não é tão fácil...

    ResponderExcluir