segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Noites Adentro


Alguém aqui acredita na reciprocidade das coisas?
Sim a reciprocidade das coisas inatas...e não estou me referindo aqui a um simples bater na madeira prevendo e se resguardando de um possível desgosto...
As coisas mais simples e inatas da vida não agradecemos...ma há o porque?
A bebida que nos inebria pelas noites nos favorecendo e facilitando por inúmeros motivos...é a mesma que nos dificulta no dia seguinte e nos faz ter o desgosto por fatos acontecidos anteriormente...isso não vem detalhado em rótulos...
A cama que nos conforta todas as noite bem durmidas e/ou bem aproveitadas para outros fins...pode ser aquela mesma que nos faz acordar com um mal jeito...não há densidade correta para isso...
A música que nos alivia a alma, o pensamento, contagia, extravasa e faz refletir...é a mesma que cutuca feridas, nos deixa saudades, nos emburrece momentaneamente...não importando a hora, o lugar ou estilo musical...
São coisas noturnas...as coisas inatas da noite que nos oferecem e que desejando ou não...a carne está em jogo...
Lembrando que sempre, há alguem que tanto nos quer bem mostrando o caminho prometido do prazer carnal...ao mesmo tempo que nos alerta sobre possíveis danos e reações adversas que nos podem causar...
Só nos lembramos das pessoas...sim e porque não!?...Afinal elas que agem por detrás das cortinas, manipulando suas marionetes, arquitetando cada segundo dessa vida que de bom ou ruim nos pode proporcionar...
Essa é o meu projeto de "Ode"...onde drinques, camas e músicas...existem...formando um círculo vicioso em favor da noite...

Nenhum comentário:

Postar um comentário