terça-feira, 6 de julho de 2010

A Queda *


Sempre pensei que a vida fosse uma via de 2 mãos, como um simples brinquedo vai-vém, onde afastando as cordas pertos de você a parte de plástico iria distante e vice-versa...
Não falo aqui das más atitudes, como o mundo dá voltas, a volta vem e assim por diante, mas de um aúxílio mútuo entre as partes...
Não estou dizendo também que alguém aqui vivo na Terra me deva algum favor...nem alguém que já tenha seguido seu destino...
Falo sim das pessoas em que depositamos moedas de confiança, em que sempre fazemos tudo o que é possível e ao alcance afim de facilitar a vida da mesma...assim...por simples altruísmo...
Por vezes me pergunto se estou convivendo com as pessoas certas, se não estou desperdiçando minhas poucas moedas em pessoas sem o mínimo de confiança na bolsa de valores de minha existência...
Em vários momentos nos sentimos como tapa-buracos de algo que as pessoas sabem que nós vamos realizar por pura parceria, amizade...ou falta do que fazer...
O problema é que esses fardos pesam...e o perigo é por já estar perdendo o equilíbrio de sustentar certas parcerias...
...só não sei fico mais forte para suportar...ou deixo alguns caírem para terem a sensação de terem subido alto demais para almejar novos horizontes...

*Postagem de segunda-feira, a internet não funcionou em casa me fez cair...nos meus anseios...

2 comentários:

  1. De todos os textos que você postou até agora, nenhum descreveu tão bem a situação de uma terceira pessoa (eu). Tu não faz ideia do quanto tenho me feito essa mesma pergunta: "será que eu estou convivendo com as pessoas certas?"

    ResponderExcluir
  2. As pessoas estão em nossas vidas pra ensinarem ou aprenderem algo... talvez seja o momento de aprender a não se agredir, a respeitar a si mesmo, e não fazer as coisas por parceria, existe uma grande diferença entre amizade e falta de respeito consigo mesmo... com as próprias vontades
    Desculpe a sinceridade!!!
    Beijo
    Sheila

    ResponderExcluir