sexta-feira, 11 de junho de 2010

Esperança


Gostamos da sensação de coisas novas todos os dias, do inexperado, do inédito.
E não estou aqui falando em algo tão simplório como se programar para assistir os jogos da Copa do Mundo.
Me refiro no sentido de como nos pegamos despraparados para inúmeras situações da vida. Como nos colocamos inocentemente frente a vários desafios que não sabemos se iramos lograr sobre.
Mas de repente isso seja o lado bom da vida, acordar e fugir da rotina, do óbvio, do cotidiano.
Contudo não é exatamente o óbvio que nos conforta deixando nós seguros de tudo?
O real segredo sobre o exato equilíbrio da vida não está escondido com nenhum sábio sobre o signo de Libra.
E também não posso esperar que alguma revista irá me fofocar sobre tal dádiva.
Agora, o que posso esperar de mim, a não ser, surpresas todos os dias...
O que posso esperar de mim, a não ser, ter segurança em minha decisões...
O que os outros podem esperar de mim...devo dar importância respondendo sua expectativas?
Não correspondendo as expectativas nos tornamos surpreedentes ou desapontadores?
Nos movemos sempre de acordo com o vento, isso seria conformismo ou curiosidade?
São muitas perguntas com tantas respostas que não sei como conciliar, a certeza e a inovação. O jeito é tentar entrar em comum acordo entre a mente e o coração...

3 comentários:

  1. bem que podia ser mais fácil...

    ResponderExcluir
  2. Derrepente não é exatamente o óbvio que nos conforta deixando nós seguros de tudo, q também nos chateia e nos faz buscar novas aventuras?
    Um pouco d cada faz bem se viver bem......

    ResponderExcluir
  3. na verdade, heuehueheu, a gente tem que entrar em consonância com as nossas expectativas... as vezes tentamos surpreender ou nao desapontar que nós gostamos, mas nunca somos devidamente valorizados por isso =/
    acho que devemos mesmo entrar em acordo com a nossa mente e com o nosso coração ;D
    beijooo, lipee

    ResponderExcluir